Sábado, 16 de Janeiro de 2021
11 9.9179-4942
Anúncio
Entretenimento Força Aérea

Força Aérea dos EUA tem novos integrantes:

Cães-robôs

09/12/2020 18h24
21
Por: Noticias Fonte: Olhar Digital
Força Aérea dos EUA tem novos integrantes:

Nos últimos anos, diversos vídeos de cães-robôs surgiram na internet. Esses segmentos mostraram essas criações fazendo acrobacias, abrindo portas e até puxando caminhões. Até então, a maioria desses exemplos tem a Boston Dynamics por trás. No entanto, outra empresa está revolucionando as versões robóticas dos cães ao projetá-las para a guerra.

 

 

Em janeiro, a Ghost Robotics vai implementar quatro de seus robôs semi-autônomos, batizados de Vision 60, na Base Aérea de Tyndall, na Flórida. Lá, as criações serão usadas como um reforço de segurança e fazem parte de um plano para substituir as câmeras de vigilância do local.

Em testes realizados recentemente, os cães foram operados por controle remoto e programados para seguir um caminho de patrulha. Durante o trajeto, é possível controlá-los usando tecnologia de realidade virtual.

 

 

No entanto, a ideia é que, no futuro, esses robôs possam integrar equipes de soldados em zonas de conflito. “Podemos vê-los em zonas de guerra, trabalhando com bombas, patrulhamento e seleção de alvos”, disse Jiren Parikh, executivo-chefe da Ghost Robotics. Além disso, ele destaca que isso pode acontecer já em 2022.

 

 

Os militares também acreditam nessa evolução. Eles dizem que os robôs têm potencial para serem usados em um “ambiente de contingência, desastre ou implantação”. Após a implementação em tempo integral na base da Força Aérea, as criações permitirão que os serem humanos se concentrem em outras tarefas.

De acordo com a empresa, o Vision 60 foi projetado para “sentir o mundo” e permanecer estável ao andar pela água, grama alta e outros terrenos. Eles ainda podem operar em temperaturas abaixo de zero e foram feitos para se mover como animais reais.

 

 

O segredo para essa movimentação realista são motores que controlam as pernas e se ajustam com base nas mudanças de pressão do solo. Essa implementação faz com que as máquinas da Ghost Robotics se diferenciem dos criados pela Boston Dynamics, que dependem de uma série de sensores.

 

 

Em questão de bateria, as máquinas podem funcionar por até sete horas sem precisar recarregar. Eles também podem ser montados em 15 minutos e, em caso de peças danificadas, a troca pode ser feita ainda mais rapidamente.

 

 

Atualmente, a Ghost Robotic já vendeu mais de 100 de seus cães-robôs. Em 2021, há planos para disponibilizar mais 250. O preço de cada uma dessas criações é de US$ 100 mil (R$ 512 mil em conversão direta).

 

Via: Washington Post

 

Ele1 - Criar site de notícias